Óleos Essenciais

Aviso sobre o uso de óleos essenciais

Aviso sobre o uso de óleos essenciais

Várias vezes eu comentei aqui no blog sobre o uso dos óleos essenciais, mas como nunca imaginei que as pessoas pensariam em comprá-los, eu relaxei, não mencionei nada sobre as precauções a serem tomadas ao usá-los.

Algumas vezes, durante jogos de tarô, eu recomendo alguns óleos (para acalmar, para reequilibrar emocionalmente uma pessoa, já que tem o óleo específico para “dor de amor” também), mas eu sempre digo como deve ser usado. Geralmente eu indico que se use um difusor.

Alguns cuidados:

  • Não devem ser ingeridos.
  • São raros os que podem ser usados diretamente na pele! A maioria precisa de um “veículo”ou um carreador” (tem a concentração correta para cada uso, tem que calcular!).
  • Muitos reagem com o sol, podendo causar manchas na pele ou até queimaduras.
  • Grávidas devem manter distância deles. A maioria não deve ser manipulado ou inalado por gestantes.
  • Mulheres que estejam fazendo tratamento para tumores de mama ou qualquer doença do sistema reprodutor também precisam tomar cuidado, porque alguns óleos essenciais podem interferir no tratamento.

Eu adoro óleos essenciais, mas recomendo a quem queira usá-los que procure um aromaterapeuta. Ultimamente tenho visto muitos casos de gente que acabou parando no hospital por usá-los de forma indevida.

A Série do Netflix

Recentemente, a Netflix lançou um documentário em vários episódios chamado “A indústria da Cura” e o primeiro episódio é justamente sobre a Aromaterapia.

É impressionante ver como as pessoas usam os óleos essenciais de forma indiscriminada (e incorreta!) e como isso pode ter consequências sérias. Eu volto a dizer: óleos essenciais são maravilhosos, mas se quiser usá-los, procure um profissional que tenha uma formação consistente no assunto.

Atualmente tem muitos vendedores de óleos essenciais indicando óleos sem o mínimo conhecimento sobre o assunto. Se você se interessa por óleos essenciais, assista o documentário na Netflix e veja o estrago que algo, aparentemente simples, pode causar a uma pessoa. Isso vale para outras terapias.

Meu conselho é que sempre procurem um profissional capacitado e JAMAIS substituam recomendações médicas por terapias alternativas. Terapias alternativas podem complementar um tratamento médico, mas jamais substituí-lo.

Posted by Bruxa Original in Dicas da Bruxa, 37 comments